ARTIGOS

Publicado em 07/03/2019

IRPF 2019

IRPF 2019

 

 

 

 

 

QUEM PRECISA DECLARAR:

·Recebeu rendimentos tributáveis anuais com soma igual ou superior a R$ 28.559,70 em 2018 mesmo que em fontes separadas (devem-se somar  todas as rendas);

·Recebeu  rendimentos isentos, não tributáveis ou tributáveis exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00 em 2018;

·Quem obteve em 31 de dezembro de 2018 a soma de seus bens e direitos (imóveis, veículos, terra nua, poupança, aplicação ou ações, etc) no valor total ou superior a R$ 300.000,00;

·Apurou Ganho de Capital na alienação de bens e direitos;

·Realizou operações de renda variável ( bolsa de valores, de mercadorias e assemelhados );

·Optou pela isenção do Imposto de Renda sobre ganho de capital, auferido em venda de imóveis residenciais, que tenha aplicado o valor da venda na compra de outro(s) imóvel (is) residencial (is) no prazo de 180 dias contados da data de celebração do contrato de compra e venda ;

·Realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas (por exemplo, comprou ou vendeu ações na bolsa);

Atividade Rural:

· Obteve receita bruta anual em valor igual ou superior a R$ 142.798,50;

· Pretende compensar no ano calendário de 2018, prejuízos de anos anteriores ou do próprio ano base;

Condições de residente no Brasil:

· Tornou-se residente no Brasil em 2018 e permanecia na mesma condição em 31 de dezembro de 2018.

DOCUMENTOS A APRESENTAR:

·Última declaração enviada com recibo de entrega;

·Documentos pessoais ( Identidade, CPF e título de eleitor );

·CPF do cônjuge ( pessoa casada ou que more junto a mais de 5 anos ou que tenham filho );

·Nome, data de nascimento e CPF dos dependentes e rendimentos dos mesmos;

·Comprovante de residência;

·Comprovante de rendimentos de 2018 emitido pelas fontes pagadoras ( trabalho, aposentadoria, aluguéis, etc);

·Informe de rendimentos financeiros ( poupança, conta corrente, aplicação, ações, VGBL, etc);

·Comprovantes de despesas: escola particular ou faculdade;

·Comprovantes de despesas: gastos com saúde ( hospitais, clínicas, dentistas, fonoaudiólogos, plano de saúde, psicólogo, etc ) ;

·Comprovante de compra e venda de bens móveis ( automóveis, motos, caminhões, barcos, etc) do ano de 2018, documentos como nota fiscal e carnês de pagamento quando houver, numero do Renavam;

·Comprovante de compra e venda de bens imóveis do ano 2018: escritura, matrícula, contratos de compra e venda e procuração quando houver, inscrição municipal, área total, endereço completo, número do registro, data aquisição;

·Dívidas, se existirem ( empréstimos junto a pessoas físicas ou jurídicas);

·Outras informações como pensão alimentícia, doações efetuadas, qualquer outra informação que ache relevante.

Observação: Não deixe de informar todas as rendas do titular e dos dependentes a fim de evitar a malha fina.